TUDO AOS MOLHOS
— desde 2014 —

Seja por mera coincidência ou por teimosia do destino, alguns locais simplesmente não abrem mão do seu protagonismo. Em São João da Madeira, mais especificamente no largo de Santo António, nº 35, encontramos o Tudo Aos Molhos. Anteriormente, este movimentado largo foi testemunha de um corrupio de transeuntes que se concentravam no Chá Café, uma pastelaria bem conhecida dos sanjoanenses. Depois do fecho desta casa emblemática, alguns negócios tentaram a sua sorte, mas ao que parece, foi o Tudo Aos Molhos que herdou o sucesso.
Este restaurante de nome curioso tem como elemento chave, que adivinha o seu destino, uma equipa convictamente apaixonada pelos produtos e tradições gastronómicas da sua região.
Anos antes da abertura do Tudo Aos Molhos, em Janeiro de 2014, esta equipa mergulhou na aventura da restauração com o Orfeu, em Santa Maria da Feira, com pouca ou nenhuma experiência na área, mas com uma boa dose de determinação. A sua perseverança foi frutífera e permitiu-lhe adquirir as ferramentas e o à vontade para explorar o interessante mercado sanjoanense.
Nove meses depois da inauguração do Tudo Aos Molhos, o restaurante de Santa Maria da Feira é encerrado e São João da Madeira vê reforçada a sua oferta gastronómica com a junção dos dois conceitos.
A carta “Orfeu” propõe criações gastronômicas, baseadas em cozinha tradicional, confeccionadas por uma equipa imutável há quinze anos, que se inspira nos saberes e sabores de antigamente.
Para os apreciadores de francesinha e o seu insondável molho, a carta original “Aos Molhos” reserva surpresas infindáveis, através de 40 confecções, todas propostas com três molhos de francesinhas diferentes: carne, mar e vegetariano, com a opção do excelente picante caseiro proposta já na mesa. Este é um estabelecimento que faz, de facto, juz ao nome.
Por fim, a estes dois conceitos juntou-se um terceiro, as Gastroformas. Na ausência de uma forte tradição gastronómica em São João da Madeira, foi conceptualizada uma ideia que permitiu evocar a tradição industrial da cidade através de ícones sanjoanenses, nomeadamente os sapatos, os chapéus e os lápis.
Temos de admitir que almoçar um lápis da Viarco, ou um rissol em forma de sapato e rematar com um pudim de coco em forma de chapéu nos parece uma maneira divertida de experienciar a história de São João da Madeira.
Contudo, nem só de cartas é feito um restaurante. O Tudo Aos Molhos assenta ainda em sinergias com produtores locais que fornecem produtos de alta qualidade e deveras procurados. Em muitos pratos podemos encontrar o pão de UI, a broa e o queijo de Ossela, a fogaça da Feira, assim como o pão de ló de Ovar e o de Arouca. As carnes também têm um lugar de destaque, nomeadamente a vitela Arouquesa e a carne Marinhoa, do nosso litoral.


Jorge Baptista, mentor do projecto, adverte que cada negócio tem de saber criar atratividade para a sua potencial clientela e o êxito aos molhos do seu restaurante valida as suas palavras. Existem planos para expandir o negócio, mas o Tudo Aos Molhos permanecerá sempre nesta cidade, em franco crescimento.
Apetitosas notícias para todos os sanjoanenses.  
Tudo aos Molhos

 

2018-05-28T11:10:40+00:00