CASA ALMEIDA
— desde 1981 —

Uma casa fundada na amizade, convívio, e amor pelas glórias do futebol sanjoanense, com os mais apetitosos grelhados e sobremesas caseiras. É difícil, para quem passeia pela Rua do Dourado, em São João da Madeira, não reparar na simples, mas bela esplanada no nº206. Se, por ventura sentir o aroma que se estende, despreocupado, do grelhador à hora de almoço, então, é garantido que não continuará o passeio sem primeiro parar para retomar energias. O restaurante Almeida, inaugurada a 5 de maio de 1981 é já bem conhecida da população de São João da Madeira. À frente do leme do estabelecimento está a Sra. Alda Fontes Rios, para quem a restauração não tem segredos. Olhando agora para o sucesso deste restaurante é curioso pensar que o negócio começou como uma brincadeira, sem nada projetado. Almeida, o proprietário, sanjoanense de gema e produto da formação da ADSanjoanense, foi durante épocas capitão deste clube (que na altura ingressava na 1ª divisão), o que lhe permitiu “coleccionar” uma infinidade de histórias do mundo do futebol. Foi precisamente com o relatar dessas histórias que tudo começou. O espaço já existia, o mote estava definido e assim se começaram a reunir amigos para se deliciarem com esses mesmos relatos. Tudo isto combinava com bons petiscos e bom vinho. Foi aí que surgiu a esposa, D. Alda, que trouxe o seu contributo, com as suas mãos de fada para a culinária. Tudo preparado para inaugurar um espaço acolhedor, descontraído, onde se priveligia o tema “desporto”. O entrecosto grelhado com um molho especial (segredo da D. Alda) é a iguaria mais apreciada e procurada. No entanto existem outras opções: vitela assada no forno com batata assada e arroz de feijão, o robalo grelhado com batata a murro entre outros. As sobremesas? Essas são de perder a cabeça: tarte de maracujá, bolo gelado de bolacha, bolo de massa folhada com ovos moles… Tudo com um trago caseiro e maternal. Qualquer almoço no restaurante Almeida afigura-se longo: depois de nos deleitarmos com a refeição, tomarmos café e sentirmos o beijo terno do sol no rosto, só nos apetece recostar na cadeira e ali permanecer o resto da tarde.  
VISITE A Casa Almeida

 

2017-12-21T09:57:38+00:00